Paginas

19 de abril de 2012

Sacerdote leucêmico falece uma semana após sua ordenação


O Padre Graham Turner nunca pôde servir em uma paróquia, mas seu testemunho de amor à vocação sacerdotal comoveu aos católicos de Escócia. Uma leucemia agressiva foi causa da sua morte na segunda-feira 16 de abril, apenas uma semana depois de ter sido ordenado "sacerdote para sempre".

O Padre Turner, de 48 anos de idade, descobriu sua vocação ao sacerdócio na vida adulta. Deixou seu trabalho como programador de computadores e se mudou a uma residência de sacerdotes, onde por cinco anos se encarregou do cuidado dos sacerdotes idosos até ser aceito como seminarista da Arquidiocese de Saint Andrews e Edinburgo.

Estudou em Roma no Beda College e foi ordenado diácono em junho de 2010. Sua ordenação sacerdotal estava prevista para junho de 2011, e esperava esse momento com grande expectativa e alegria. Entretanto, teve que deixá-la para depois porque foi diagnosticado com uma leucemia grave. 

Durante o último ano se submeteu a um intenso tratamento contra o câncer que não deu resultados. Ante a gravidade da saúde do sacerdote, seu pai contatou ao Arcebispo do Saint Andrews e Edimburgo, Cardeal Keith O’Brien.

O Cardeal aceitou adiantar o rito da ordenação para Segunda-Feira de Páscoa. Graham Turner foi ordenado sacerdote na capela do Salford Royal Hospital, perto da cidade de Manchester na Inglaterra.

Em uma comovedora Eucaristia na qual chegou numa cama clínica para ser passado a uma cadeira de rodas, o Pe. Turner recebeu a desejada ordenação sacerdotal.

Durante a Missa, em que foi assistido pelos seus enfermeiros, pôde permanecer de pé alguns momentos ao início da liturgia Eucarística, ao lado de seus pais Marilyn e George, e de seus irmãos Ian e Sue.

"Há uma grande tristeza aqui e agora, mas sem dúvida foi importante para Graham ter sido ordenado", disse Dom Roderick Strange, Reitor do Beda College em Roma, onde o Pe. Turner se preparou para o sacerdócio.

"Embora a ordenação seja para o ministério ativo, isto definitivamente completou um período significativo da vida, do discernimento e do compromisso de Graham. Assim, foi maravilhoso vê-lo já como sacerdote", acrescentou.

Em sua opinião, "a Missa mesma foi muito comovedora, muito intensa e muito poderosa".

"Há uma linha no rito da ordenação em que o Bispo lhe diz ao ordenando que modele sua vida no mistério da Cruz de Cristo e acho que definitivamente isso aconteceu na cerimônia", disse Dom Strange.

Com Graham, continuou, "recordarei o cavalheirismo, o humor, a inteligência, a paciência, a extraordinária força de caráter, e em particular, a fortaleza com a que respondeu e prosseguiu nos últimos 12 meses da sua vida". 

Fonte: Portal Ecclesia

Nenhum comentário:

Postar um comentário